12 fatos para conhecer melhor o Parque das Aves

Para celebrar os 27 anos do Parque das Aves, nosso amigo e parceiro Marcos Kidricki Iwamoto publicou um post muito bacana em suas redes sociais, e gostaríamos de compartilhar com vocês 😀

O Parque das Aves

1. Década de 1970

Na década de 70, a jovem Dra. Anna-Sophie mudou-se da Alemanha para Harare, a antiga Salisbury, no sudeste da África, para trabalhar como uma veterinária de campo.

Anna e a égua Unita.

2. Na África

Lá conheceu Dennis Croukamp, um inglês charmoso por quem se encantou, e tiveram uma vida cheia de aventuras. Anos depois, vieram as duas filhas: Anna-Luise e Carmel.

Dennis e Anna Croukamp vivendo suas aventuras.

3. Amor pelas aves

Ainda na África, adotaram um papagaio-do-congo chamado Pumuckl. Foi assim que a admiração por aves começou. Em 1990, eles se mudam para uma Ilha no Reino Unido.

Anna e um papagaio-do-congo.

4. Foz do Iguaçu

Graças ao amor pelos animais, um amigo sugeriu que abrissem um Parque nesse lugar mágico chamado Foz do Iguaçu, onde haviam muitos rios, cachoeiras e matas intocadas.

Anna e as duas filhas, Anna-Louise e Carmel.

5. Na tríplice fronteira

Foi o suficiente para escolherem a tríplice fronteira como destino de um sonho: Abrigar animais resgatados ou em risco de extinção, além de promover a educação ambiental 💚

Antiga entrada do Parque das Aves.

6. Apoio da comunidade

O início foi osso. Investiram todas as suas economias para construir um parque “feito a mão” sem derrubar árvores. A grana era curta, mas com o apoio de todos seguiram voando.

A trilha e os viveiros foram construídos sem derrubar árvores e sem usar maquinário pesado.

7. Ícone do turismo

Atualmente, o Parque das Aves é um ícone do turismo mundial. Em 27 anos receberam mais de 10 milhões de “pax”, além de vários prêmios e certificados internacionais.

Foto para celebrar os 10 milhões de visitantes.

8. Foco na Mata Atlântica

Abrigam cerca de 1.500 animais de até 150 espécies, algumas raras. A maioria originária da Mata Atlântica, que é o foco das ações de pesquisa e conservação do Parque.

Carmel Croukamp, diretora geral do Parque das Aves, Anna e Cicero Luccas, gerente de manutenç˜ão do Parque das Aves.

9. Visitante alimenta periquitos

Uma nova experiência está no ar: Agora é possível alimentar periquitos, o custo é R$10. Horário das 9h30 às 12h e das 13h30 às 16h30, no Viveiro Cecropia.

Visitantes podem alimentar periquitos no Viveiro Cecropia.

10. Araras e papagaios

Você também pode assistir à alimentação dos papagaios e das araras gigantes. É uma atração incrível que acontece no Viveiro das Araras, sempre às 10h30, 14h e 15h30.

Alimentação de araras e papagaios no Viveiro das Araras.

11. Parada refrescante

No Quiosque Tropicana, você pode encher sua garrafa de água, provar a famosa coxinha, beber água de côco, ou ainda curtir os picolés da Oficina do Sorvete 🍦😋

Parada para se refrescar.

12. Restaurante Sabores da Floresta

No Restaurante Sabores da Floresta, estão servindo café da manhã e um delicioso almoço que pode ser acompanhado de um chopp. Aqui está o cardápio: https://bit.ly/3tiD4id

Amigas brindando no Restaurante Sabores da Floresta.

E hoje, 07 de outubro, é aniversário do Parque das Aves!
Parabéns a toda equipe 🎂👏👏

Venha nos visitar! Saiba mais sobre a visita em nosso site 😀

Como você se sentiu com este conteúdo?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0