5 coisas que você precisa saber sobre urubus

No primeiro sábado de setembro, comemora-se o Dia Internacional de Conscientização sobre os Urubus. A data foi escolhida com o objetivo de sensibilizar sobre a importância que os urubus têm para o ambiente e para os humanos, além de chamar atenção para as ameaças que esses animais estão passando (como o desmatamento e a urbanização).

Aqui no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, do ladinho das Cataratas do Iguaçu, você pode conhecer o urubu-rei. Confira um pouquinho da aparência imponente e magnífica dele no vídeo abaixo.

Urubu-rei, no Parque das Aves

Além disso, a data tem a intenção de despertar nas pessoas o interesse em saber mais sobre essas espécies, já que muitas vezes esses animais estão relacionados de forma negativa. Então venha aprender um pouco mais sobre essas aves incríveis:

1) Urubus ou abutres?

Muitas pessoas ficam em dúvida se urubus e abutres são sinônimos. Apesar de similares, são animais diferentes: os urubus só existem no continente americano e são parentes dos condores, e os abutres ocorrem na África, Ásia e Europa e estão mais relacionados com os gaviões. 

Os urubus não possuem penas na cabeça e no pescoço, o que evita o acúmulo de restos alimentares e uma possível contaminação por microorganismos.

2) Quantas espécies de urubus existem no Brasil? 

Existem 5 espécies de urubus (Cathartidae) no Brasil:

  • Urubu-de-cabeça-vermelha (Cathartes aura)
Urubu-de-cabeça-vermelha. Foto de zoosnow no Pixabay

Felizmente, nenhuma dessas espécies está ameaçada de extinção em nosso país. Porém, localmente, cada espécie tem uma classificação diferente: por exemplo, o urubu-rei (Sarcoramphus papa) está classificado como “criticamente em perigo” no Rio Grande do Sul; como “em perigo” em São Paulo e como “vulnerável” no Rio de Janeiro. A situação de cada estado é diferente, já que o impacto das ameaças varia em cada local. 

As principais ameaças aos urubus são: a caça, frequentemente por conta de superstições, por lazer ou para exibição como troféu; o desmatamento, que contribui para a perda de habitat e de recursos essenciais para a manutenção da espécie; e o atropelamento, que ocorre quando os urubus tentam se alimentar de animais que já foram atropelados na estrada.

3) Urubus são aves de rapina?

Aves de rapina são aquelas que se alimentam de carne, e, para caçar, voam de maneira ágil, possuem bico curvo e afiado, garras fortes, visão e audição bem desenvolvidas. Apesar de serem considerados aves de rapina, os urubus não possuem garras tão adaptadas para capturar presas e o seu bico geralmente não é muito apropriado para rasgar carnes frescas. Em compensação, possuem visão e olfato muito desenvolvidos, conseguindo enxergar e cheirar carcaças a grandes distâncias. 

Parte de uma foto do urubu-de-cabeça-preta. Foto de luis rock no FreeImages.

São essas características positivas que permitem os urubus  serem classificados como aves de rapina, além das evidências genéticas que aproximam os urubus dos rapinantes. Entre os urubus brasileiros, o bico do urubu-rei (Sarcoramphus papa) é o mais bem preparado para rasgar a pele de grandes animais recém mortos.

4) O urubu faz parte da fauna urbana

No Brasil, o urubu-de-cabeça-preta é a espécie mais conhecida, justamente por ser a mais urbana. É facilmente observado planando no céu das cidades, pousando no alto dos prédios ou vasculhando lixões, à procura de material orgânico. Às vezes, podem ser observados junto com os carcarás (Caracara plancus), permitindo que eles limpem a sua plumagem e dividindo carcaças.

5) Importância ecológica dos urubus

Os urubus desempenham um papel muito importante em relação à limpeza das florestas, já que boa parte da sua dieta está baseada na alimentação da carcaça de animais mortos e outros materiais orgânicos em estados de decomposição.

Esse comportamento contribui para diminuir a propagação de doenças, pelo fato das carcaças conterem bactérias que poderiam causar botulismo, antraz, raiva e cólera.

Em áreas que não são encontrados urubus, as carcaças levam de três a quatro meses para se decompor, aumentando o risco de propagação dessas doenças. 

Uma das habilidades mais incríveis dos urubus é conseguir se alimentar de carne em decomposição, cheia de bactérias. Isso ocorre por conta das adaptações no seu sistema digestório: o valor do pH do suco gástrico dos urubus é 10 vezes mais ácido do que o dos seres humanos! Quando o alimento cai no estômago do urubu, seu suco gástrico neutraliza boa parte das bactérias e toxinas que estavam presentes no alimento, e se alguma conseguir passar por essa defesa extremamente ácida, o sistema imunológico do urubu entra em ação, deixando-o imune à doenças que afetam boa parte dos outros animais.

Urubu-rei no Parque das Aves.

Além disso, quando os urubus estão se alimentando, eles costumam defecar e urinar em cima das carcaças, e como os seus dejetos são muito ácidos, isso contribui para neutralizar os microorganismos e toxinas que estão nos animais em decomposição, evitando que haja a proliferação de doenças. 

Quando compreendemos a importância desses animais, conseguimos criar uma coexistência pacífica com essas belas espécies. Conte para mais pessoas sobre a importância dos urubus para proteger a nossa saúde e a do meio ambiente! 

Fontes:

http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/docs-plano-de-acao/panaverapina.pdf

http://icmbio.gov.br/portal/images/stories/comunicacao/publicacoes/publicacoes-diversas/livro_vermelho_2018_vol1.pdf.

https://www.iucnredlist.org/species/22697645/93627003

http://www.avesderapinabrasil.com/

http://www.avesderapinabrasil.com/aleatorias/o_que_sao_avesderapina.ht

http://www.avesderapinabrasil.com/materias/urubusbrasileiros.htm

https://www.megacurioso.com.br/animais/48097-como-e-que-os-abutres-comem-carnica-e-nao-ficam-doentes.htm

http://www.avesderapinabrasil.com/materias/urubusbrasileiros.htm

https://urubusdobrasil.blogspot.com/p/especies-brasileiras.html

https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/noticia/faxineiros-alados-da-natureza-urubus-sao-vitimas-da-ma-fama.ghtml

http://www.avesderapinabrasil.com/materias/urubusbrasileiros.htm

https://urubusdobrasil.blogspot.com/p/especies-brasileiras.html

Como você se sentiu com este conteúdo?
+1
1
+1
2
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0