Visitantes podem alimentar periquitos no Parque das Aves

Experiência de alimentação de aves no Parque das Aves

Agora os visitantes do Parque das Aves, localizado ao lado das Cataratas Brasileira, em Foz do Iguaçu, tem uma novidade incrível para vivenciar: a possibilidade de alimentar periquitos dentro do Viveiro CecropiaPodem participar pessoas de todas as idades, e crianças até 4 anos precisam estar acompanhadas de pais ou responsáveis durante a experiência. A experiência custa R$ 10 (mediante compra do ingresso para o Parque das Aves, https://ingressos.parquedasaves.com.br/) e o pagamento do valor da interação pode ser feito no cartão (crédito ou débito) ou no dinheiro, diretamente no Viveiro Cecropia. A interação acontece de terça a domingo, das 9h30 às 11h30 e das 13h às 17h30.

Como participar

A experiência dura aproximadamente 15 minutos e consiste em segurar uma colher de madeira com um mix de sementes para convidar alguns dos cerca de 300 periquitos que vivem no Viveiro Cecropia a se aproximar para interagir com este alimento diferenciado.

O Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, oferece experiência de alimentação de aves para os visitantes

Cada porção conta com aproximadamente 20g de grãos como cártamo, girassol, sorgo, milho, canjica, trigo mourisco e semente de abóbora, além de rações específicas, acrescida de aveia com casca, arroz cateto e frutas desidratadas. A mistura foi feita com base no gasto de energia desses animais dentro do viveiro, garantindo que tenham saúde e um alto grau de bem-estar. A ideia é ir acrescentando novos itens periodicamente para manter o perfil nutricional deste alimento e o interesse dos animais.

Alguns detalhes muito importantes dizem respeito aos animais. Por exemplo, não é permitido tocar as aves, embora elas possam se aproximar. Além disso, é necessário tomar cuidado ao se mover durante a interação, pois as aves podem se interessar pelas sementes que caem no chão. 

O contato com a natureza é garantido

Depois que o mix de sementes acaba na colher, ou antes mesmo disso, caso tenha interesse, o visitante sinaliza para a educadora ambiental que estiver no local orientando a experiência, para que ela suspenda a interação, removendo a colher.

Vale lembrar que os periquitos são convidados a participar da experiência, ou seja, vão se aproximar apenas se quiserem, quando quiserem e pelo tempo que quiserem. 

Cuidados especiais

Para garantir a segurança dos visitantes, todas as colheres são higienizadas com álcool após o uso. Além disso, a distância física entre participantes é mantida com rigor, e o uso de máscara durante toda a atividade é obrigatória, inclusive para tirar fotos.

Como você se sentiu com este conteúdo?
+1
1
+1
2
+1
6
+1
0
+1
0
+1
0