Tudo o que você precisa saber sobre Foz do Iguaçu antes de visitar a cidade

Cataratas do Iguaçu

Foz do Iguaçu é um espetáculo! Berço de uma das 7 Maravilhas da Natureza, da maior geradora de energia elétrica do mundo e do maior parque de aves da América Latina, a cidade se torna cada vez mais procurada pelos turistas.

Por ano, são recebidos, em média, 2 milhões de visitantes, o que garante a Foz do Iguaçu o posto de um dos destinos mais visitados do Brasil.

Ficou com vontade de conhecer? Então, confira as dicas que o Parque das Aves preparou para você aproveitar ao máximo a Terra das Cataratas. Saiba tudo sobre Foz do Iguaçu já!

Qual a melhor época para visitar Foz do Iguaçu?

Aconselhamos você a reservar pelo menos três dias para curtir tudo sobre Foz do Iguaçu. Porém, não há uma época específica para visitar a cidade, já que existem atrativos para todos os períodos do ano.

No entanto, na primavera e no verão a incidência de chuvas é maior, o que proporciona aos turistas uma vista ainda mais deslumbrante das Cataratas do Iguaçu.

Nos períodos mais frios, não há regime alto de chuvas, o que não atrapalha em nada a beleza do local. Além de ser baixa temporada, ou seja, preços mais acessíveis e menos pessoas nos passeios da cidade.

Em relação ao clima, na maioria dos meses o calor é intenso, e no inverno as temperaturas são amenas e agradáveis, salvo em períodos de frente fria, quando os termômetros podem ficar abaixo de zero.

Informações essenciais: Saiba tudo sobre Foz do Iguaçu

 

Documentação

Fique atento à documentação necessária, principalmente na travessia das fronteiras. Uma dúvida comum entre os turistas é: para ir para Foz do Iguaçu precisa de passaporte?

Atualmente, ele é um dos documentos aceitos para cruzar as fronteiras da Argentina e do Paraguai. Para os brasileiros, o passaporte não é obrigatório, mas tem a função de identificar os ingressantes no país.

Mas ao invés do passaporte, você pode optar por viajar com seu RG. Porém, é preciso ficar atento à data de emissão do registro: o ideal é que o comprovante tenha no máximo 10 anos. Com o RG, você consegue transitar tranquilamente na Argentina e no Paraguai.

A CNH também é aceita para fazer o trânsito entre Brasil e Argentina, independente de atravessar de carro ou não, mas com algumas condições. Em Puerto Iguazú, o turista pode permanecer por, no máximo, 72 horas dentro do país. Se você for de carro e pretende estender sua estadia, é melhor contratar o Seguro Carta Verde. Ele é exigido nos países do MERCOSUL e garante a segurança e assistência ao motorista em casos de acidente. Já no Paraguai, apenas o RG é aceito para dar entrada no país, mas, se você for dirigir por lá, também é preciso estar com a CNH em mãos.

Câmbio

A nossa lista para você saber tudo sobre Foz do Iguaçu ainda inclui as moedas que são utilizadas nos países vizinhos. Para visitar a Argentina, recomendamos que você leve peso, que é a moeda local. O real também é aceito, mas a cotação pode não valer a pena.

Em relação ao Paraguai, a melhor opção é o dólar, já que em Ciudad del Este essa é a moeda predominante. Também são aceitos real e guarani, mas, assim como na Argentina, a conversão pode ser desfavorável.

Em Foz do Iguaçu, existem várias casas de câmbio onde você pode fazer a troca do seu dinheiro. Além disso, outra maneira de se prevenir é através de cartões de crédito e débito, porém, é preciso ficar de olho nas taxas do IOF cobradas sobre as transações financeiras.

Passeios em Foz do Iguaçu

Tucano no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu

Os passeios são uma atração à parte, e é claro que você vai querer aproveitar intensamente todas as belezas naturais de Foz do Iguaçu. Por isso, separamos alguns itens indispensáveis para a sua bagagem:

  • roupas confortáveis;
  • tênis para caminhada;
  • protetor solar e repelente contra insetos;
  • chapéu ou boné;
  • garrafa de água para se manter hidratado.

Cataratas do Iguaçu

Uma das maiores quedas d’água do mundo não podia faltar no seu roteiro de viagem. As Cataratas do Iguaçu são um espetáculo: prepare-se para se encantar com a Garganta do Diabo, que possui uma queda de mais de 82 metros de altura.

A trilha até as Cataratas dura cerca de 1h30 e você vai ter uma experiência de imersão em meio à natureza. Além de avistar quatis, borboletas, aves e outros animais que tornam o local ainda mais especial.

Parque das Aves

Bem pertinho do Parque Nacional, está localizado o Parque das Aves, um passeio indispensável para você conhecer a história da Mata Atlântica e o legado de conservação construído pelo casal Anna-Sophie e Dennis Croukamp.

São mais de 130 espécies de aves e exemplares de vegetação típica do bioma brasileiro.

É possível observar a preservação ambiental em cada canto do Parque, desde a entrada, passando pelos viveiros de imersão, pelo borboletário, até o voo das araras que ficam pertinho dos visitantes em um dos viveiros principais. Cada passo é para encher os olhos e inspirar o cuidado com o meio ambiente.

Além disso, você pode visitar os bastidores do parque e interagir de forma única com as espécies por meio do Backstage Experience ou ser recebido com uma celebração por uma tribo Guarani no Forest Experience.

Gostou de saber mais sobre Foz do Iguaçu? Agora, é só arrumar as malas e conhecer esse destino imperdível. Compartilhe nos comentários se você tiver outras dúvidas sobre a cidade!

Imagem das Cataratas: Pexels (Garon Piceli)

Como você se sentiu com este conteúdo?
+1
0
+1
1
+1
2
+1
0
+1
0
+1
0