5ª edição do SOS Fauna é finalizada com sucesso no Parque das Aves

No dia 08 de novembro, aconteceu no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, localizado ao lado das Cataratas do Iguaçu, a 5° Mostra Pedagógica do SOS Fauna – Curso de Formação em Educação Ambiental para Professores. A mostra pedagógica tem o objetivo de divulgar os projetos desenvolvidos ao longo do ano de 2019 para o público visitante do Parque e para os diversos parceiros que contribuíram com o desenvolvimento do curso.

Este ano, foram expostos seis projetos desenvolvidos por professores e alunos, de escolas públicas estaduais e uma instituição de ensino não-formal, envolvendo mais de 210 estudantes.

Professores olhando para cima em meio a Mata Atlântica
Junto com os alunos, os professores desenvolveram projetos que contribuem para a conservação da Mata Atlântica

Encontros do SOS Fauna

Ao longo de nove encontros, os professores participaram de palestras, inclusive ministradas pela Polícia Militar Ambiental do Paraná e IBAMA, que abordaram temas importantes sobre a Mata Atlântica. Os professores também visitaram uma reserva particular, onde conheceram um sistema de produção de alimentos orgânicos, e aprenderem sobre técnicas de diagnóstico socioambiental.

Além disso, eles receberam visitas da equipe de Educação Ambiental do Parque das Aves em suas escolas e os alunos envolvidos visitaram o atrativo e o Parque Nacional do Iguaçu. Dessa forma, os professores têm a oportunidade de construir com seus alunos os conhecimentos, os valores e o engajamento necessário para conservação da Mata Atlântica.

Estudante apresentando uma maquete de vulcão
O roteiro Solos e Vulcanismos foi criado pela equipe de educação do Parque Tecnológico de Itaipu

Alguns participantes deram seus depoimentos sobre a participação no curso:

“Foi muito interessante pra mim que trabalho com astronomia, ver ela de forma diferente, relacionando com a Mata Atlântica e trazendo para o dia a dia. Quando falamos sobre astronomia, falamos de algo muito distante e difícil de trazer para a realidade, mesmo estando tudo envolvido. Mas quando conseguimos fazer essa junção da astronomia e a Mata Atlântica com o roteiro “De onde vem a energia da Mata Atlântica”, ficou mais claro tanto para nós quanto para as crianças essa relação” – Liliane, Parque Tecnológico de Itaipu.

“Participar do SOS fauna, foi muito  enriquecedor pois aprendi sobre a importância das abelhas e os impactos delas nas nossas vidas.”  – Felipe Eduardo, 12 anos, aluno do Colégio Estadual Manoel Mondrone, em Foz do Iguaçu.

A mostra foi muito importante tanto para os alunos quanto para os visitantes do Parque das Aves. O visitante Tiago Alexandre, veio com a família de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, para conhecer o Parque das Aves. Quando perguntaram a ele “o que você achou da 5ª amostra SOS Fauna?”, Tiago respondeu:

“Maravilhosa! Eu não esperava encontrar, né? E tudo que eu pude ver e escutar só agregou, por que são realmente coisas que passam despercebidas no nosso dia a dia, e que podem fazer a diferença na minha vida, na vida de outras pessoas e na natureza principalmente”.

Visitantes acompanhando uma explicação
Foram apresentados 6 projetos que abordavam diferentes de temas

Tiago também foi perguntado sobre o que achou dos trabalhos serem apresentados pelos próprios alunos que estão fazendo parte do projeto do SOS Fauna:

“Achei um incentivo muito grande. A gente tá aqui principalmente porque tem uma criança junto com a gente, que ainda está na escola… eu mesmo já terminei, mas para quem estuda pode ser um grande incentivo para, mais para frente, se sentir motivado a seguir carreira nisso.“

Parcerias

O curso SOS Fauna, que tem duração de um ano e resulta na apresentação dos trabalhos na mostra pedagógica. Ele é um programa elaborado pelo Parque das Aves, em parceria com o Núcleo Regional de Educação de Foz do Iguaçu, e que conta com o apoio de diversos grupos e instituições, como a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), o Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC), a UniAmérica, o Parque Nacional do Iguaçu (PNI), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Escola Parque Parna Iguaçu, o IBAMA e a 5ª Cia Polícia Militar Ambiental do Paraná (PMAmb-FV).