5 motivos para você visitar o Parque das Aves

Preparando o roteiro para sua viagem a Foz do Iguaçu? A nossa dica é: não deixe de incluir o passeio ao Parque das Aves, localizado ao lado das Cataratas do Iguaçu. E se você ainda não está convencido de que essa será uma experiência inesquecível, fizemos uma lista com 5 motivos para você visitar o Parque das Aves!

1. Você ajuda a salvar espécies da Mata Atlântica

Sabe aquele lugar que te traz paz, alegria e encantamento? Agora imagine visitar um lugar assim e ao mesmo tempo fazer uma ação para ajudar o meio ambiente? Isso é o que acontece quando você visita o Parque das Aves! Somos um Centro de Conservação de Aves da Mata Atlântica internacionalmente reconhecido, e é com a ajuda de nossos visitantes que mantemos toda a estrutura do Parque e financiamos projetos e pesquisas de campo. Além disso, mais de 50% dos animais que vivem sob nossos cuidados são provenientes do tráfico ou maus tratos, chegando aqui muito debilitados e sem condições de retornar a natureza. E temos um super time que se dedica diariamente para cuidar desses animais.

Foto de uma moça admirando uma jacutinga
Você tem a oportunidade de ficar bem pertinho das espécies da Mata Atlântica, como a jacutinga (Aburria jacutinga), ave ameaçada de extinção

É importante lembrar que não recebemos nenhuma ajuda do governo e de nenhuma outra instituição. Então tudo que mantemos aqui é custeado com a venda de ingressos, consumo nos restaurantes e loja. Por isso, quando você pensar em visitar o Parque das Aves, saiba que sua experiência não será só de encantamento, mas também virá com o sentimento de fazer uma ação para melhorar o mundo.

2. Conexão profunda com a natureza

Foto de um visitante admirando a natureza no Viveiro Aves de Rios e Mangues
Imersão em meio a floresta no Parque das Aves

A floresta do iguaçu é um dos mais importantes remanescentes de Mata Atlântica que existem. O Parque das Aves está inserido nessa floresta, e aqui você pode ter uma experiência completa e profunda de conexão e conhecimento sobre as aves e as suas florestas. Por isso, desde que se inicia a trilha do Parque, você percebe que o ar respirado já muda. Isso porque estamos localizados em 16 hectares e meio dessa rica e exuberante Mata Atlântica, então cada cheiro, som e cor é diferente. A trilha é totalmente integrada a mata, com os viveiros rodeados de árvores, e você tem um contato muito próximo com tudo isso. A diversidade de plantas, árvores, borboletas, insetos e vários outros elementos da natureza é muito grande!

Foto de três visitantes sorrindo, com araras voando sobre elas
Viveiro das Araras no Parque das Aves

Aqui você tem a oportunidade de entrar nos viveiros de imersão e ficar bem pertinho das aves, observar suas diferentes cores e formas, vivendo uma experiência inigualável. E além das aves que abrigamos aqui, também é possível encontrar outros animais que vivem na floresta, como cutias, lagartos, várias outras espécies de aves e muito mais.

Então a partir do momento que você entrar no Parque das Aves, tente se desligar de tudo e apenas viver cada momento. Feche seus olhos por alguns segundos e tente descobrir os sons e os cheiros que natureza proporciona.

3. O maior parque de aves da América Latina

Somos o maior parque de aves da América Latina e aqui você tem a oportunidade de conhecer mais de 1300 animais, de 130 espécies, sendo que 95% deles vivem na Mata Atlântica, o segundo bioma mais biodiverso do mundo. Em 1,5 km de trilha, você vai encontrar quatro recintos de imersão, onde o visitante pode entrar e ficar bem próximo das aves. O primeiro viveiro é chamado de “Os Pequenos Marrons“, que abriga mais de 30 espécies, muitas delas de uma coloração que não chama tanta a atenção das pessoas. Apesar disso, essa aves tem um papel fundamental e muito importante para a natureza, que você entenderá melhor no passeio.

O segundo recinto de imersão é chamado de “Aves de Rios e Mangues” e nele, além de encontrar os maravilhosos tucanos, você tem a oportunidade de conhecer aves que vivem nos mangues e lamaçais da Mata Atlântica, como por exemplo o guará (Eudocimus ruber), com seu vermelho vibrante inconfundível.

Fotos de vários guarás caminhando próximo de um laguinho
Guará (Eudocimus ruber), uma das espécies que encantam a Mata Atlântica

O terceiro viveiro de imersão é o famoso “Viveiro das Araras“, com seu nome bem sugestivo. Ele abriga cerca de 100 araras, de quatro espécies diferentes, e também é casa de vários periquitos e papagaios. Esse é um dos últimos recintos dos Parque e o que os visitantes mais gostam, por conta das cores e de todo o barulho que as araras fazem.  É muito divertido e com certeza inesquecível!

Foto de uma visitante admirando um tucano-toco
No Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, você pode admirar as espécies coloridas que vivem na Mata Atlântica

O último viveiro de imersão é o nosso “Borboletário“. Esse é o lugar favorito dos amantes de borboletas, pois o ambiente é realmente incrível. Nele você pode conhecer mais sobre a vida das borboletas, vê-las de pertinho, e ainda conhecer outros moradores de lá, como os beija-flores! E o lugar fica ainda mais bonito na primavera, pois a quantidade de espécies aumenta.

4. Educação Ambiental

Uma coisa muito importante para nós é a educação ambiental. Acreditamos que quando você conhece, você cuida, pois a educação é essencial no processo de conservação das espécies. Por isso, queremos que, ao visitar o Parque  das Aves, você conheça o nosso trabalho, crie uma conexão com a natureza e comece a pensar mais em suas atitudes diárias, se preocupando mais com suas ações no dia a dia e o quanto elas podem afetar o ambiente em que vivemos.

Foto de uma educadora ambiental mostrando a árvore cecrópia para uma visitante
Você pode interagir nas exposições que acontecem na trilha do Parque, em determinadas épocas do ano

Pensando nisso, para auxiliar o nosso visitante, há vários monitores na trilha, que estão sempre dispostos a conversar e responder suas dúvidas. Além disso, a trilha do Parque das Aves é composta por diversas placas informativas e educativas, onde você pode conhecer mais sobre a Mata Atlântica e suas espécies. Também realizamos diversas exposições durante o ano, principalmente em datas comemorativas, onde o visitante pode participar e interagir.

5. Alimentação

A  comida do Parque das Aves é a quinta razão para você não deixar de nos visitar! Claro que precisamos nos preocupar com tudo que citamos acima, mas manter seu estômago e seu paladar em harmonia é super importante também. E aqui no Parque dispomos de dois lugares que podem trazer essa experiência para você!

O quiosque Tropicana, localizado na metade da trilha, é uma ótima opção para quem precisa de lanches rápidos, café e bebidas refrescantes. Nele você encontra a nossa famosa coxinha de jaca e muitas outras novidades incríveis! O diferencial desse lugar é que ele é rodeado pela mata, então você realmente terá uma experiência imersiva.

Foto de um casal escolhendo um pedido no cardápio
O quiosque Tropicana é uma ótima opção para você dar uma pausa no passeio

No restaurante Recanto dos Flamingos, localizado no final do passeio, você pode experimentar vários pratos, salgados e doces, que você não irá encontrar em outro lugar, pois são receitas desenvolvidas pelo nosso chef Max Masu, criados com ingredientes da Mata Atlântica. Aqui você pode fazer sua refeição enquanto admira a linda paisagem dos flamingos. Também temos algumas dicas de 5 novidades para provar em nosso restaurante. Não deixe de conferir!

Agora que você já conhece um pouquinho mais sobre o nosso trabalho, e também qual experiência terá aqui quando nós visitar, você têm todos os motivos para nos visitar. Não deixe de incluir essa visita em seu roteiro de Foz do Iguaçu. Se preferir,  você pode comprar seu ingresso online para visitar o Parque das Aves.