Diário da Mata Atlântica – Processo de regeneração da vegetação

A floresta secundária da Mata Atlântica, aquela mata que passou por um processo de regeneração da vegetação, possui três estágios de desenvolvimento: estágio inicial, médio e avançado. O estágio inicial é quando a capoeira surge logo após o abandono de uma área agrícola ou de uma pastagem. Esse estágio pode durar de 6 a 10 anos, em consequência do grau de degradação do solo ou da falta de sementes.

No estágio médio, as árvores atingem altura média de 12 metros e diâmetro de 15 centímetros. Nessa fase, a diversidade biológica aumenta. Já o estágio avançado acontece depois de 15 anos de regeneração da vegetação, e pode levar de 60 a 200 anos para que ela alcance novamente o estado de floresta primária, aquele da mata intocada. Nessa fase a biodiversidade aumenta gradualmente à medida que o tempo passa, desde que existam remanescentes primários para fornecer sementes.