O xaxim está ameaçado de extinção

O xaxim (Dicksonia sellowiana) é uma planta muito antiga da família das samambaias, que existe desde a época dos dinossauros. Encontrada na Mata Atlântica, essa espécie gosta de lugares úmidos e bem sombreados para crescer. Seu caule serve como suporte para o desenvolvimento de lindas orquídeas, samambaias e bromélias.

Diferentemente das plantas que se reproduzem por sementes, os xaxins se reproduzem por meio de esporos, que podem ser observados embaixo da folha. Porém, seu crescimento é muito lento: apenas de 5 a 8 centímetros por ano. Mesmo assim, uma planta pode chegar a ter até 10 metros de comprimento, o que levaria mais de mil anos!

Foto: Parador Hampel

Muitos xaxins já foram retirado das florestas para a produção de vasos e substratos para outras plantas, fazendo com que a espécie se tornasse ameaçada de extinção e sua venda fosse proibida desde 2001. Para substituir o xaxim no paisagismo, há alternativas que são mais sustentáveis e econômicas, como o nó de pinheiro, a casca de pinus, a palha de coco e a fibra do coco verde reciclada.

Para proteger o xaxim em áreas naturais, é muito importante apoiar a criação e existência de áreas protegidas, como as unidades de conservação.

Foto de capa Flickr