Marina e Kamila embarcam em uma nova Expedição Chauá

Pé na estrada que hoje começa mais uma Expedição Chauá, que foi criada para avaliar a quantidade de papagaios-chauá ainda existente na natureza e como melhor ajudar essa espécie. Desta vez são duas equipes, percorrendo regiões no estado do Rio de Janeiro e Minas Gerais. E essa nova edição da expedição conta com duas super novidades!

Marina e Kamila prontas para começar uma nova expedição

A primeira é que Kamila Duarte, monitora do Departamento de Educação Ambiental do Parque das Aves, também embarcou nessa aventura. Isso contribuirá com a experiência do setor nas atividades de divulgação e sensibilização nas trilhas monitoradas com escolas, feitas pela equipe de Educação Ambiental no Parque. A segunda é que Marina Somenzari, gestora do Projeto Chauá, agora faz parte do time de colaboradores do Parque das Aves, integrando a Divisão de Conservação. Ela, Kamila e Frederico começam hoje, 8 de dezembro, uma expedição por Minas Gerais. Já Carlos Garske e Bianca Matinata iniciaram a expedição Rio de Janeiro no dia 4 de dezembro.

Carlos e Bianca em expedição no Rio de Janeiro

Para a expedição, são selecionadas regiões com áreas florestais ainda preservadas, visitadas no início da manhã e final da tarde, onde se observa uma maior atividade dos papagaios. Nessas áreas, os biólogos de campo ficam atentos a qualquer sinal da presença do papagaio-chauá e fazem todo o possível para filmar e/ou fotografar a espécie em seu ambiente natural, documentando todos os registros na página do Facebook.

A Expedição Chauá surgiu da preocupação com a população dessa ave na natureza, considerada em perigo de extinção. Ela visa ainda elaborar estratégias de conservação para a espécie. O Parque das Aves apoia financeiramente a expedição, que é executada em parceria com a Fundação Neotrópica do Brasil, ONG ambientalista do Mato Grosso do Sul com mais de 20 anos de atuação em conservação da natureza, o CEMAVE/ICMBio (Centro Nacional de Conservação de Aves Silvestres) e a SPVS (Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental). E desde 2016, o projeto é patrocinado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

Logo da Expedição Chauá

Não deixe de acompanhar todas as atualizações na página e compartilhar as postagens sobre as expedições. Dessa forma, as informações podem chegar até as pessoas que vivem nas regiões onde habitam os papagaios-chauá, e elas podem entrar em contato com a equipe e ajudar nas buscas.

Como você se sentiu com este conteúdo?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0