Pé na estrada para salvar o papagaio-chauá!

Aqui no Parque das Aves nós fazemos o possível para ajudar espécies ameaçadas, pois consideramos isso parte importantíssima da nossa missão. Estamos sempre atentos para identificar espécies que possam estar precisando da nossa ajuda, e então pensamos em uma estratégia e rapidinho colocamos em prática!

Foi assim com o papagaio-chauá, espécie ameaçada de extinção que vive no que restou da Mata Atlântica nos estados de Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Porém, existem tão poucas informações que sequer sabemos ao certo em quais locais esse papagaio ainda encontra alimento e local para criar seus filhotes. Se não sabemos a distribuição ou o status da espécie, fica muito difícil elaborar uma estratégia de conservação.

A caminho do próximo destino

Pensando nisso, o Parque das Aves financiou três expedições para o Estado do Rio de Janeiro à procura da espécie, que foi chamado de Projeto Papagaio-chauá. O resultado foi tão positivo que esse esforço cresceu, ganhando novos parceiros e se transformou no Projeto Chauá. Ele é executado em parceria com a Fundação Neotrópica do Brasil, ONG ambientalista do Mato Grosso do Sul com mais de 20 anos de atuação em conservação da natureza, o CEMAVE/ICMBio (Centro Nacional de Conserva ção de Aves Silvestres) e a SPVS (Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental). E desde 2016, o projeto é patrocinado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

Logo do Projeto papagaio-chauá

Como esse trabalho é feito? A equipe, desta vez os biólogos Carlos Eduardo Garscke e Thyago Santos, percorre grandes distâncias, selecionando regiões com áreas florestais ainda preservadas. Elas são visitadas no início da manhã e final da tarde, pois esses são os períodos de maior atividade dos papagaios. Nessas áreas, os biólogos de campo ficam atentos a qualquer sinal da presença do papagaio-chauá e fazem todo o possível para filmar e/ou fotografar a espécie em seu ambiente natural. Sem dúvida alguma, esta não é uma tarefa fácil, mas todos os detalhes são documentados e postados na página.

Essa equipe animada e competente está começando hoje uma nova expedição! Os municípios a serem percorridos em terras fluminenses desta vez são: Niterói, São Gonçalo, Maricá, Saquarema, Arraial do Cabo, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Armação dos Búzios, Iguaba Grande, Araruama, Itaboraí, Guapimirim, Magé e Petrópolis.

Mapa dos municípios a serem percorridos na terceira expedição

Vamos acompanhar? É sempre muito bacana quando o público acompanha e compartilha as postagens sobre as expedições. Dessa forma, as informações podem chegar até as pessoas que vivem nas regiões onde habitam os papagaios-chauá e assim eles podem entrar em contato com a equipe e ajudar nas buscas. E a novidade mega-bacaninha para esta expedição é que o biólogo Thyago, que domina muito a linguagem de sinais (Libras), vai possibilitar que pessoas com deficiência auditiva também possam acompanhar as atividades do Projeto.  Olha só o vídeo de introdução que ele preparou: 

Quer acompanhar o vídeo do Thyago? Aqui está a transcrição: https://parquedasaves.wordpress.com/2017/08/19/projeto-papagaio-chaua-expedicao-rj-transcricao-da-introducao-em-libras/

Então vamos dar uma mãozinha para o Projeto Papagaio-Chauá? Curtam a página do Projeto e acompanhem nossas postagens. O Thyago estará em campo fazendo a tradução simultânea de nossos vídeos! Vamos juntos? Contamos com sua ajuda e torcida! #JuntosSomosMais

www.facebook.com/projetopapagaiochaua

Quer falar com a equipe do Projeto? Enviei um e-mail para projetochaua@fundacaoneotropica.org.br

Como você se sentiu com este conteúdo?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0