BASTIDORES DO PARQUE | Alunos do Colégio Agrícola de Foz aprendem na prática sobre bem-estar animal

Nesta semana, o Departamento de Educação Ambiental do Parque das Aves está recebendo os alunos do curso técnico em agropecuária, do Colégio Agrícola de Foz do Iguaçu, para falar sobre Enriquecimento Ambiental e Bem-estar Animal. O primeiro grupo foi recebido na segunda-feira, 24/4, o segundo ontem, 25, e o último virá na quinta, 27.

Katlin fala para os alunos do Colégio Agrícola

Os alunos já chegaram ao Parque com conhecimento prévio teórico sobre bem-estar animal e, para complementar o que aprenderam em sala, a Katlin Fernandes, monitora do Departamento de Educação Ambiental, apresentou para a turma como surgiu a preocupação com bem-estar de animais mantidos sob cuidados humanos e o Enriquecimento Ambiental como ferramenta para promover qualidade de vida em animais sob nossos cuidados.

A chefe da Divisão de Bem-estar Animal, Paloma Bosso, fala sobre os itens de enriquecimento ambiental a serem desenvolvidos

Durante a conversa, os próprios alunos mencionaram as cinco liberdades dos animais, e a monitora complementou explicando as funções dos diferentes tipos de enriquecimento ambiental: alimentar, oferecendo a oportunidade de procura por alimentos de maneiras diferentes e imprevisíveis; sensorial, oferecendo recursos e situações que despertem os cinco sentidos do animal; físico, utilizando objetos que simulem o habitat natural do animal; cognitivo, estimulando a capacidade intelectual do animal; e social, que possibilita que o animal interaja seguramente com animais da mesma ou de outras espécies. Tudo para proporcionar estímulos diversos, semelhantes aos que o animal encontra em seu ambiente natural. Para Katlin, “os alunos surpreenderam ao demonstrar conhecimento e interesse pelos temas relacionados à qualidade de vida de animais sob cuidados humanos”.

Confecção dos itens de enriquecimento pelos alunos

Depois da conversa, o grupo desenvolveu itens de enriquecimento ambiental para alguns grupos de animais que vivem no Parque das Aves, tudo sob a orientação de Paloma Bosso, chefe da Divisão de Bem-estar Animal do Parque das Aves, e sua equipe. “Começamos com algumas demonstrações de itens costumeiramente usados pela Divisão de Bem-estar Animal e depois os alunos foram convidados a confeccionar itens de enriquecimento para diferentes espécies de aves e répteis. E eles não só prepararam itens muito úteis aos animais  como se envolveram bastante com as observações comportamentais dos animais durante as interações com os enriquecimentos oferecidos”, comenta Paloma.

Na segunda e na terça, os alunos desenvolveram itens de enriquecimento para diferentes recintos e espécies de animais, e o mesmo vai acontecer na quinta. “A ideia foi fazer com que eles compreendam melhor a grande importância do bem-estar no manejo diário dos animais”, complementa Paloma.

Os papagaios da Ilha dos Papagaios, no Parque das Aves, se divertiram com os itens

E você, ficou interessado neste assunto? Clique aqui e acompanhe a página do Facebook da Educação Ambiental para conhecer um pouco mais sobre o enriquecimento ambiental desenvolvido para nossas aves e como elas interagem com os itens!

Como você se sentiu com este conteúdo?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0